Kesley & Caio

Voltar para Blog

Kesley & Caio

Caio e eu nos conhecemos através do meu irmão,  eles estavam na mesma sala da faculdade e ficaram muito amigos a ponto de um frequentar a casa do outro. Em uma dessas visitas nós nos conhecemos, mas ao contrário de muitos amores por aí não foi um amor à primeira vista.

A princípio o achei meio metido, não gostava nem de ficar perto dele, por outro lado, ele chamava minha mãe de sogra, mas era apenas para irritar meu irmão (risos).

Passaram-se cinco anos com ele indo a minha casa, até que um dia entrei no Facebook e ele tinha me adicionado, resolvi aceitar, foi aí que começamos a conversar pelo Messenger.

Num belo dia de Carnaval recebi uma mensagem dele me perguntando aonde eu iria ‘pular Carnaval’,  respondi que talvez eu fosse para Anzu (em Itu) ou para o Metalúrgico. Ele pediu para ligar se eu resolvesse ir à Anzu, me passou seu número, mas eu nem anotei. Por fim decidi ir com minhas amigas para lá, mas achei impossível encontra-lo no meio de tanta gente e nem queria mesmo (risos).

Mas aí o destino vem e… Adivinhem quem foi a pessoa que ‘dei de cara’ assim que coloquei o pé lá? O Caio! Cumprimentei e ele logo perguntou se eu não ia ligar pra ele, disse que estava pegando o celular (mentira, nem tinha anotado o número – risos) fui dar uma volta. Após um tempo, quando eu estava dançando, ele chegou do meu lado pedindo para ajudar achar o amigo dele que tinha se perdido.

Mas no meio do caminho ele me “tacou” na parede e me beijou a força, mas como estava um pouco bêbado eu não gostei (risos). No outro dia ele me ligou (não sei como arrumou o número do meu celular) falando que ia me buscar no serviço. Arrumei uma desculpa, eu sempre falava alguma coisa para não encontra-lo – no fundo sabia que se eu continuasse me apaixonaria, e esse era meu medo (risos).

Passaram-se alguns meses e não nos falamos mais e, pra ser exata, três meses depois do ‘primeiro beijo’ fui a um churrasco com o meu irmão e ele estava lá (todo lindo). Conversei normal, até dancei com ele, ao final fui me despedir quando ele falou sério, disse que ao chegar em casa queria falar comigo pelo Messenger, eu, curiosa, fui correndo para casa saber o que ele queria, começamos a conversar e meu coração já gelou (acho que já sabia o que estava pra acontecer). Ele se declarou, disse que tinha gostado muito de ter ficado comigo naquele dia de Carnaval e queria uma chance para nos conhecermos melhor (além do que já nos conhecíamos – risos), minha mãe estava ao meu lado nesse momento, e ela já adorava o Caio desde quando o conheceu (mãe sabe das coisas né). Quando vi minha mãe estava chorando, pedindo pra eu dar uma chance a ele, mas no fundo o meu coração já tinha dito a resposta, já estava encantada cada vez mais com ele, então decidi dar uma chance.

Um certo dia ele me buscou em casa dizendo que ia me levar a um lugar, pensei que seria um lugar “romântico”, mas quando chegamos era um desfile de cavalos (risos), tudo bem, AMEI o passeio – nos beijamos -, mas quando fui passar a mão em meu cabelo tive uma surpresa, um chiclete grudado e adivinha quem derrubou ele ali? (risos). O Caio! Rimos muito com isso.

Passou-se um tempo e ele me pediu em namoro, eu já estava completamente apaixonada e assim fomos vivendo, construindo nossa vida a dois, até que noivamos e fomos morar juntos, mas faltava uma bênção: o nosso matrimônio.

Desde o início já sonhávamos com esse dia, mas sempre aparecia uma dificuldade, ora o desemprego, ora uma cirurgia que o Caio precisou fazer. Até que, quando fomos a uma missa, o Padre disse “marca a data, Deus prepara o resto” e foi exatamente isso que aconteceu, marcamos porque precisávamos dessa benção em nossas vidas e, graças a Deus, tudo foi caminhando. Estávamos contando os dias, as horas, muito ansiosos para que esse dia chegasse, fomos decidindo e acertando todos os preparativos.

Queríamos que tudo saísse perfeito, do jeito que nos sonhamos. E quando o dia chegou, meu Deus que felicidade!! Conversamos pelo WhatsApp, os dois com borboletas na barriga e muita coisa passando na cabeça (como eu queria que esse dia voltasse), foi tudo muito lindo e especial para nós.

O nosso nervosismo e ansiedade nos meses anteriores ao casamento foi importante para que hoje refletíssemos a potente mão de Deus nos ajudando em tudo e Maria nossa mãe passando em nossa frente. Cada choro, sorriso, decepção, preocupação foi válido. Passamos por muita coisa e só Deus mesmo poderia nos ajudar!

Tivemos um casamento além do que podíamos ter e que superou o sonhávamos. Foi lindo e marcante para sempre! Se fizéssemos diferente não seria tão bom quanto foi. E tudo o que aconteceu foi registrado através dos olhos da equipe MARAVILHOSA da Digital Mídia Studio®, que eternizaram cada detalhe, cada sorriso, cada choro, cada suspiro, cada emoção. Posso dizer com toda certeza do mundo que a Digital foi nossa melhor escolha, pois além do carinho, do conforto e da confiança que eles nos passaram, a equipe foi nota mil, sempre com aquele sorriso no rosto e toda a simpatia do mundo, sem contar o resultado final, lindíssimo!!!

Ver o nosso sonho através de um Vídeo ou folheando nosso Álbum, ambos produzidos pela Digital Mídia Studio®, é sentir toda aquela emoção de novo. Realmente não temos palavras para descrever esse carinho enorme que cada um da equipe teve conosco, superdedicados, atenciosos e amigos. Se pudéssemos usar uma única palavra para descrever tudo o que vivemos com a Digital em nosso Grande Dia, a palavra seria PERFEIÇÃO! Vocês são perfeitos, a qualidade, o profissionalismo, tudo perfeito! ❤

Kesley & Caio

 

 

❤❤❤

 

That’s all, folks. Bons momentos e boa sorte!

Compartilhe

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog